Ao mesmo tempo em que o mercado começou a requerer muito mais esforço em marketing para pequenas empresas, surgiram novas tecnologias que permitiram realizá-lo com baixo custo e alta eficiência. O melhor é que essas tecnologias estão se multiplicando rapidamente e, com isso, trazendo oportunidades incríveis para negócios de pequeno porte.

O controle de custos e, consequentemente o corte de gastos, é sempre um imperativo à boa gestão de negócio — principalmente naquelas empresas que não dispõem de um grande orçamento.

Mesmo assim, é possível investir recursos e elaborar estratégias eficientes de marketing para pequenas empresas, tendo em vista incontáveis plataformas e aplicativos que ampliam tais possibilidades. Para inspirá-lo nessa direção, reunimos 4 dicas neste texto. Confira!

Ter presença online

Para ter presença on-line, procure identificar quais são os canais digitais que mais atraem o segmento de clientes que o seu negócio atende. Depois disso, você pode optar por um tripé, diversificando os pontos de contato na web para ser encontrado mais facilmente.

Por exemplo: atuar conjuntamente em um site, um blog e em um canal no YouTube. Além disso, é viável também se fazer presente em outras plataformas como uma página no Facebook e um perfil corporativo no LinkedIn.

Essa é uma estratégia fundamental para as pequenas empresas nos dias de hoje, especialmente para aquelas que trabalham no setor automotivo. Uma evidência disso é que, de acordo com o Google Trends, os termos “conserto de carros” e “concessionárias de veículos” têm alta popularidade nos índices de pesquisa na web.

Investir em marketing de conteúdo

Presença on-line sem estratégia de conteúdo é o mesmo que adquirir um carro e não abastecê-lo. Assim como o automóvel não anda sem combustível, a presença on-line não se consolida sem relacionamento com o público. E isso se faz com frequência de material.

O ideal é investir em marketing de conteúdo visando garantias de retorno. Para que isso ocorra, é fundamental planejar e gerenciar o conteúdo ininterruptamente. Dessa forma, você manterá ativos os canais nos quais escolheu estar presente. Além do mais, é importante monitorá-los e trabalhar com ênfase na sua reputação on-line.

Overdelivery

Pode até ser que você pense que ainda não conhece a estratégia “overdelivery”. Mas é muito provável que já a pratique na sua empresa. Traduzindo a expressão: “superfornecimento” – segundo o Google.

Isso quer dizer entregar mais, sempre mais e melhor, do que o cliente espera. Ou seja, surpreendê-lo com mais excelência e melhor experiência. A dica é renovar e inovar continuamente suas práticas de serviços que agregam valor ao atendimento. Sempre que possível, personalize o seu “overdelivery”, uma vez que isso aproxima o cliente ainda mais da sua empresa.

Fazer pós-vendas

De todas as técnicas de vendas que se tem conhecimento, o pós-venda é a mais importante. O pior é que, na maioria das vezes, também é a mais negligenciada. Se você cuida de todas as etapas do atendimento enquanto o cliente está em contato com a sua empresa, mas não possui estratégias definidas de pós-vendas, depois que ele se desconecta dela, é hora de rever suas prioridades.

Não é difícil nem oneroso implementar procedimentos de atenção e de confirmação da qualidade com as alternativas que existem atualmente. Você pode, por exemplo, fazer pesquisas de satisfação, enquetes de qualificação do atendimento prestado e ainda deixar sempre aberto um canal de comunicação com seu público.

Agora que você já se aprofundou em marketing..

..Que tal descobrir “Qual a melhor estratégia de Vendas“? 

Sobre o autor

José Olavo

Deixar comentário.